Sonhos, sangramentos e atitudes - A menorragia

Publicado por em 14/07/2017 às 10h50

menorragiaUma condição comum entre as mulheres é a menorragia, excesso de sangramento menstrual, suas principais causas através da visão ocidental são: não ovular uma vez por mês – anovulação, apresentar tecido no útero anormal com pólipos, miomas ou adenomiose e apresentar tendência a hemorragia, com isso muitas mulheres necessitam utilizar mais que um absorvente de uma vez, muitas trocas de absorventes diárias, vazamentos, constrangimentos e fisicamente o maior problema é a anemia ferropriva, causada pela baixa quantidade de ferro no sangue, são sintomas da anemia: cansaço generalizado, palidez, dificuldade em concretizar tarefas diárias, apatia, pele seca, unhas quebradiças, alterações de memória, sonolência durante o dia, queda de cabelo e tonturas.

O tratamento através da medicina ocidental ou alopática inclui desde interrupção da menstruação no caso de mulheres sem desejo de gravidez no momento, até cirurgias para correção ou retirada de tecidos anormais ao útero, como foi dito, a nutrição também tem um papel importante no tratamento ocidental, mas entende-se que a ingestão de vitaminas e adaptação da dieta não resolveriam a questão se a menorragia continuar.

Na visão da Medicina Tradicional Chinesa (MTC) trata-se de uma desarmonia que envolve o elemento  Terra, já que sua principal consequência é a anemia, que para nós significa que não estamos conseguindo produzir uma quantidade de sangue que supra a perda menstrual, o órgão energético mais envolvido neste caso é o Baço-Pâncreas (BP), sua função além de produzir sangue é conseguir contê-lo, sendo assim, BP não está conseguindo conter o sangue no útero gerando excesso de sangramento, entendemos então que duas funções do elemento Terra estão envolvidas a de produzir e a de conter o sangue.

Sendo BP responsável por produzir sangue, que dentro da visão da MTC significa também disposição e força para os desgastes diários, base para a mente funcionar plenamente e ser capaz de produzir insights, raciocínio claro, otimismo e concentração que são os sintomas afetados pela anemia, fica claro que BP é o foco do tratamento para tal desarmonia na MTC, nos resta compreender como que este órgão energético foi tão afetado.

A metafísica diz que a mulher que sofre de menorragia tem vivido durante sua vida com crenças limitantes que a desvalorizam gerando fragilidade, insegurança e frustração com relação as funções maternas e femininas, Cristina Cairo diz que a mulher que apresenta anemia leva a vida como um fardo, não se sente bem em viver. O excesso de sangramento leva consigo alegria e ânimo gerando limites em sua vida e assim se perde a vontade de se amar. Estes sintomas podem se apresentar em muitas ou em uma área de sua vida, porém o desânimo, a falta de alegria em viver vai com certeza gerar desarmonias físicas que perpetuem ou fundamentem suas formas de pensamento.

Vamos unir tudo isso agora: se você não acredita ser capaz de realizar seus sonhos, não tem forças para terminar as mínimas atividades que geram atrasos e protelações atrapalhando e adiando sempre suas atitudes em direção do que você realmente deseja, quando estamos no desequilíbrio sentimos vontades que mantém este desequilíbrio, neste caso o vilão chama-se doce ou carboidrato, estes são nocivos ao funcionamento do BP, que trabalhando em desequilíbrio não lhe permite ter força e ânimo para superar seus limites diários, deixa sua mente cansada e “avuada” como se não fosse possível pensar claramente e quando você se vê está novamente protelando, necessitando urgentemente de repouso, outra forma de manter este ciclo vicioso é se encher atividades e tarefas, pois assim se desgasta e não sobra força para ir atrás de seus sonhos, para ir além, para buscar seus verdadeiros desejos. As mulheres apresentam com muita frequência estes hábitos, priorizam tudo antes delas mesmas, se enchem de atividades e tarefas como se “as coisas” fossem mais importantes que seus sonhos, mas na verdade elas não acreditam que realmente são capazes de realizarem, assim não correm o risco de tentarem e se frustrarem novamente, provando que seus pais, a sociedade, a escola ou seja lá quem que elas entenderam que colocaram tais crenças em suas mentes, em seus corações

Agora é a hora, viva a vida com mais leveza, divirta-se, curta momentos simples, busque no seu íntimo força para rejeitar e resistir a doces e carboidratos que danificam ainda mais seus pensamentos, faça acupuntura, ela fortalece seu BP e muda seu padrão vibratório, coma raízes e alimentos amarelos, medite e siga, só depende de você, ser mulher não é um fardo, compreender a aceitar sua menstruação é um passo importante nessa travessia, olhe para sua menstruação como uma grande amiga, ela sempre te dirá a verdade sobre você, sobre seu corpo, suas emoções, siga, viva, você é mais forte que tudo isso.

Até a próxima

Flavia

Categoria: Medicina Tradicional Chinesa

Enviar comentário

voltar para Blog da Flavia

show normalcase tsN left fwR|show tsN left fwR|left fwR show|bsd b01|||news c10 fwB fsN|normalcase uppercase fwB c10|b01 c05 bsd|login news normalcase uppercase fwB c10|tsN normalcase uppercase c10 fwB|normalcase uppercase c10|content-inner||