Ser Mulher - A conexão com a sua vida

Publicado por em 02/06/2017 às 14h06

mulher luaDaniel Goleman, autor de vários livros, diz em sua obra “O Foco” que as pessoas que tem uma percepção maior do seu corpo, indivíduos que são capazes de perceber sua respiração, seu batimento cardíaco, são pessoas que apresentam uma facilidade maior em “ouvir” suas intuições.

Quantas vezes ouvimos histórias sobre intuições, pressentimentos, às vezes até mesmo premunições das mulheres? A conexão que temos com nossos filhos, a sintonia com amigos, um coração apertado, aparentemente sem motivo, mas que tão logo se entende a origem... Nas culturas mais antigas a mulher mais velha da família sempre tem a última palavra, em civilizações antigas eram as mulheres as responsáveis por dizerem quando, o que e quanto plantar.

Como nos perdemos disso? Por que se tornou tão fácil encontrar mulheres inseguras, tristes, sozinhas, sem conseguir escolher um caminho para a própria vida, entregando muitas vezes responsabilidades de sua vida para terceiros? Por que? Hoje você dizer a uma mulher – Ouça o seu coração – parece um absurdo, esotérico, religioso, as mulheres procuram soluções prontas para seus desafios diários e muitas vezes não as encontram, inseguras de si mesmas, ficam sem saber o que fazer, procuram incansavelmente fora delas respostas que nunca vem, e assim, a cada dia mais e mais mulheres entram no grupo de inseguras, depressivas, abusadas, violentadas. Pensar ou decidir com o coração virou sinônimo de fraqueza, excesso de emoção, decisões irracionais. Onde está o nosso poder? Onde nos empoderamos de nossas vidas?

O autoconhecimento é o único caminho, se conhecer, se olhar, se entender! E ai, mais uma vez, quando falamos de autoconhecimento caímos novamente em ideias formatadas:

- Autoconhecimento? Terapia? Psicanálise?

Não, não estou falando nisso. Você se conhece? Conhece seu corpo? Conhece como você funciona em cada época do mês, em cada época do seu ciclo? A fisiologia da mulher é cíclica, o ciclo menstrual, a cada semana estamos de uma maneira, podemos reagir diferente diante das situações, entrar em contato com essas informações já pode gerar uma imensa mudança.

A menstruação, que hoje em dia, muitas vezes é vista como um problema, é nossa solução, compreender como ela funciona, como é nosso sangue, qual informação ela te traz, sim, informações, muitas informações estão contidas no seu ciclo, na sua TPM, no seu sangue! Acredite! Muitos de nossos desafios se solucionariam se soubéssemos em qual fase do ciclo nós estamos, como nos sentimos e como reagimos nesta fase às situações da vida, como cada fase do nosso ciclo se relaciona com as fases da Lua.

No olhar da Medicina Chinesa o útero está no centro do nosso corpo, é por onde tudo começa, meridianos especiais que nos promovem grande energia e força nascem dentro do útero ainda no período embrionário, assim nos conectar a ele nos proporciona lucidez e empoderamento. Dessa forma, saber quando estou mais sensível, mais dinâmica, mais recolhida, mais firme, mais disposta, enfim, me conhecendo melhor, consigo entrar em contato com minhas intuições, minha força, facilitando a vida no dia-dia.

Faça o teste, mergulhe nesse autoconhecimento, faça um diário de emoções e sensações físicas, você vai se surpreender como você funciona por ciclos, como se fossem ondas, a cada semana uma informação, um sentimento, uma fase da lua...

Até a próxima

Flavia Macedo Parente

Categoria: Cultura e Tradições Chinesas, Medicina Tradicional Chinesa

Enviar comentário

voltar para Blog da Flavia

show normalcase tsN left fwR|show tsN left fwR|left fwR show|bsd b01|||news c10 fwB fsN|normalcase uppercase fwB c10|b01 c05 bsd|login news normalcase uppercase fwB c10|tsN normalcase uppercase c10 fwB|normalcase uppercase c10|content-inner||