Blog da Flavia

Emoções e a Medicina Tradicional Chinesa

Publicado por Flavia Macedo Parente em 30/01/2013 às 10h40

Na MTC acredita-se que as desarmonias ou doenças são causadas por fatores internos, fatores externos e fatores mistos. Parte dos fatores internos são as emoções.

Porém as emoções nem sempre são fatores patológicos porque o movimento inconstante das emoções faz parte do comportamento saudável, variando com os estímulos do ambiente, herança dos pais, fases de vida, estágio de desenvolvimento e outros fatores. (Marina Paesano)

O desequilíbrio emocional pode causar ou exacerbar a desarmonia do Zang Fu (órgãos e vísceras). Assim como os distúrbios de Zang Fu podem resultar em desarmonias emocionais. (Marina Paesano)

Dentro dos conceitos mais importantes da MTC estão os cinco elementos e dentro deles sabe-se que madeira gera fogo e controla terra que por sinal gera metal e controla água... Nas emoções acontece da mesma maneira a raiva pode gerar euforia e ao mesmo tempo suprimir a preocupação e esta última pode gerar a tristeza e estimular o medo.

Como diz um ditado chinês – “O uso moderado nutre, o excesso e a falta agridem”. Sendo assim todas estas emoções são normais, saudáveis e necessárias para o nosso equilíbrio, mas se nos mantivermos tempo demais vivenciando uma ou outra podemos gerar desarmonias importantes dentro do nosso organismo.

Obviamente a acupuntura energética ou qualquer outra área da MTC não vai mudar a personalidade deste indivíduo, mas sim desbloquear os canais energéticos que foram obstruídos durante o agravamento do quadro e desta forma a pessoa consegue voltar ao estágio anterior a este.

Através de várias técnicas conseguimos desbloquear e harmonizar órgãos e vísceras desequilibrados e permitir que a energia ou Qi volte ao seu fluxo suave e as emoções se organizem novamente.

Comentários (0)

Depressão na visão Energética

Publicado por Flavia Parente Nascimento em 29/01/2013 às 14h16

A depressão é uma doença que deixa a pessoa muito debilitada, sem ânimo, sem vida. Na acupuntura energética, nós não classificamos as pessoas somente com a palavra DEPRESSÃO, como sempre às avaliamos holisticamente, ou seja, corpo – mente – espírito, daí a necessidade de uma avaliação minuciosa.

Através da acupuntura energética avaliamos com base nos cinco elementos, se a emoção que mais incomoda é o medo, pânico, insegurança, o quadro pode se encaixar dentro do elemento água; se a emoção no caso é a ansiedade, o excesso de pensamentos, insônia, seria elemento fogo, e assim vai...

Através de toques no corpo e um questionário avaliamos o estado de cada um dos órgãos, por exemplo, é comum as pessoas terem histórias de reincidivas de depressão, imaginem como está a energia de fígado dela com tantas medicações e com tantas frustrações e decepções de medicamentos e tratamentos em vão, que até melhoram em um primeiro momento mas depois retornam os sintomas.

Os Florais são um fator muito importante nesta conquista porque através deles o indivíduo aprende lições de como lidar “a sua maneira”, com a situação em questão e não tentando usar soluções que serviram para outras pessoas. Encontrando assim o seu caminho do bem estar.

Comentários (0)

Os Florais de Bach e a Acupuntura Energética

Publicado por Flavia Macedo Parente em 29/01/2013 às 13h59

Você se pergunta porque não consigo resolver este problema? Porque continuo sentindo esta dor? Porque o que resolve em outras pessoas não resolve em mim?

Eu sei por que, por que o resultado de um tratamento depende do estado mental de cada um. A resolução de nossas dores, nossas angústias, depende do entendimento de uma somatória de fatores. Como nascemos? Como vivemos? O que vivemos? Como nos relacionamos? Como reagimos aos acontecimentos da nossa vida e da sociedade?

Os florais de Bach ajudam a acupuntura energética neste sentido, através da escolha das flores consigo direcionar o tratamento de cada um dos meus pacientes, podendo assim achar muitas formas de tratar insônia, ciatalgia, epicondilite lateral, bursite, síndrome do pânico, ansiedade, falta de concentração,  etc. Observando e tratando de acordo com o estado mental de cada indivíduo fica mais fácil eliminar as dificuldades, ficando assim bem claro o caminho a ser seguido na busca do equilíbrio individual.

As essências florais foram desenvolvidas pelo Dr. Edward Bach através do estudo de como as flores nascem, onde elas nascem, como vivem, como se reproduzem e como morrem, sendo assim para escolher o floral para cada pessoa estudo estes mesmos dados, unindo isso aos percursos da Medicina Chinesa desenvolvo o tratamento para o seu tipo de personalidade.

Comentários (0)

Lições da dor

Publicado por Flavia Macedo Parente em 29/01/2013 às 13h56

A dor é uma vivência não só sensorial mas também emocional. Se olharmos para a dor como uma experiência veremos que é repleta de informações:  Como podemos entender melhor a dor? Como fazer para eliminar a dor de minha vida?

Mas por que uma dor, se é sempre uma experiência desagradável, chega a se tornar crônica? Não seria natural a pessoa evitar chegar a este ponto? Sim natural seria, mas não é o que ocorre algumas vezes... Quando a dor é aguda pode ser um recadinho rápido do seu corpo, que você não escuta daí ela se aprofunda, se torna crônica ou fica toda hora aparecendo um dorzinha aqui outra ali e isso é o seu corpo gritando com você que está precisando de ajuda!

Quando nos movemos em direção à resolução do problema, deixamos para trás o que nos fazia sofrer,  até que um dia aquilo se torna uma lembrança que, se bem trabalhada, ganha o status de sabedoria.
A dor vem para trazer algo à tona, para nos fazer ver o que nos recusamos a enxergar, vem para abrir nossos olhos, para rasgar nosso coração, para despertar a nossa consciência. É a alma nos alfinetando porque nos quer mais felizes. Não é uma punição, não é uma maldição, é um ato de amor do Universo tentando nos tornar ainda melhores do que somos.

Comentários (0)

A Acupuntura Energética na Infertilidade

Publicado por Flavia Macedo Parente em 29/01/2013 às 13h53

A Acupuntura Energética na infertilidade atua de maneira a equilibrar o movimento da energia e favorecer a criatividade, o poder de criar, que geralmente está em desequilíbrio em vários sentidos na vida do indivíduo, seja ele homem ou mulher.

Emocionalmente torna-se necessário observar aspectos como auto confiança, perdão, medo, compreensão de merecimento, consciência de si mesmo, cada uma destas atitudes está ligada a um dos cinco elementos e o equilíbrio destes fluxos gera um aumento da luz nestas atitudes.

Energeticamente para conseguirmos definir nosso foco é necessário saber o motivo da infertilidade, se por dificuldade na produção das células necessárias para fecundação, óvulos e espermatozoides, se a dificuldade está no movimento destas células, quando o desafio é hormonal, quando não se encontra a dificuldade, endometriose, órgãos infantis, desnutrição, enfim são muitos os motivos e cada um deles nos levará a um caminho diferente.

São muitas técnicas possíveis dentro da acupuntura energética, descritas desde 1500 a.C., combinação de pontos de acupuntura, moxabustão, ervas chinesas e muito mais.

Os florais se encaixam perfeitamente no trabalho com o inconsciente, com as questões que não sabemos pontuar. Através da avaliação da personalidade eles criam mecanismos para que cada corpo possa encontrar o melhor caminho da sua cura.

Comentários (0)

O Ano Novo Chinês

Publicado por Flavia Macedo Parente em 27/01/2013 às 08h20

Começamos este blog exatamente no Ano Novo Chinês de 2013. Para celebrá-lo, fiz com que um dos programas de rádio que tenho fosse dedicado especialmente a este maravilhoso evento do calendário chinês. Com isso, celebro este primeiro post do blog, comemoro o Ano Chinês da Serpente. Se você quiser a gravação do programa, me escreva que lhe mando em mp3, por email. Feliz 2013, o ano da Serpente, o ano da colheita.

Comentários (0)

show normalcase tsN left fwR|show tsN left fwR|left fwR show|bsd b01|||news c10 fwB fsN|normalcase uppercase fwB c10|b01 c05 bsd|login news normalcase uppercase fwB c10|tsN normalcase uppercase c10 fwB|normalcase uppercase c10|content-inner||