Blog da Flavia

Menstruação Irregular - O que ela nos conta?

Publicado por Flavia Macedo Parente em 20/06/2017 às 14h50

menstruação irregularDe menstruação irregular classifica-se o ciclo que hora é atrasado, hora adiantado, hora padrão; comum e esperado nas mulheres no climatério, período que antecede a menopausa e também nas meninas pós menarca, ou seja, logo que ocorre a primeira menstruação, nestes casos torna-se necessário apenas um acompanhamento e observação, porém a menstruação irregular pode gerar muitos desconfortos para a mulher, como a infertilidade, ou melhor, a demora em conseguir a gravidez tão desejada.

Para a Medicina Tradicional Chinesa (MTC) a menstruação irregular apresenta, principalmente, duas origens, um dos motivos é o excesso de trabalho ou gestações muito próximas e o outro questões emocionais, gerando sintomas que envolvem os elementos água e madeira.

O excesso de trabalho ou a falta de equilíbrio entre trabalho e repouso não permite que o corpo da mulher se restabeleça e vai, aos poucos, danificando sua energia vital, o elemento água é o responsável por armazenar nossa energia de vida, quando fica deficiente não consegue gerar força suficiente para que o sangue da menstruação se forme no útero, os sintomas que podem acompanhar esta origem são: tontura, zumbido, dor nas costas, infertilidade, sudorese noturna, visão borrada, entre outras.

A gestação é, além de um período de conquistas e de muito amor, também um período de muito desgaste, para gerar e nutrir seu bebê, o corpo da mulher é requisitado, e leva algum tempo para que se restabeleça, a MTC não entende como positivo uma nova gravidez com menos de 1 ano de distância da anterior, dependendo da idade da mãe esse tempo pode ser ainda maior, portanto, uma nova gestação antes de ter seu corpo totalmente restabelecido pode gerar consequências semelhantes as causadas pelo excesso de trabalho.

Em relação as questões emocionais, a menstruação irregular, se apresenta quando a mulher experimenta sentimentos de frustração, raiva ou ressentimento, ou como consequência de vivenciar sentimentos desse tipo por longo tempo, tais emoções influenciam negativamente o fluxo energético em nosso organismo e dessa forma, algumas vezes, impede ou dificulta a formação do sangue em nosso útero e outras vezes acelera tal formação, e assim se caracteriza a menstruação irregular. Quando sua origem está neste padrão de sentimentos os sintomas que podem acompanhar são coágulos no sangue menstrual, distensão abdominal e nas mamas, depressão, irritabilidade e outros.

A metafísica entende que quando uma mulher apresenta menstruação irregular sua vida está irregular, ou parte dela, a menstruação na mulher é um dos maiores espelhos que temos em nosso corpo, antes de somatizarmos qualquer questão em qualquer outra parte de nosso corpo nossa menstruação vai nos contar se algo está errado, se algo não está como gostaríamos, nosso sangue é o maior amigo que podemos ter, ele é reflexo de como levamos a vida, de como estamos nos tratando, portanto se sua menstruação está irregular vale a pena a busca interna dos motivos desse sinal, quando a mulher tem autoconhecimento ela consegue “ouvir” seu corpo, sua alma, seu sangue.

A acupuntura energética é um caminho muito especial e valioso para se compreender e tratar desarmonias da menstruação, por realizar um tratamento holístico, corpo alma e espírito, a acupuntura consegue ser instrumento para a mulher nesta busca da compreensão dos sinais do seu organismo.

Até a próxima

Flavia

Categoria: Medicina Tradicional Chinesa
Comentários (0)

Ser Mulher - A conexão com a sua vida

Publicado por Flavia Macedo Parente em 02/06/2017 às 14h06

mulher luaDaniel Goleman, autor de vários livros, diz em sua obra “O Foco” que as pessoas que tem uma percepção maior do seu corpo, indivíduos que são capazes de perceber sua respiração, seu batimento cardíaco, são pessoas que apresentam uma facilidade maior em “ouvir” suas intuições.

Quantas vezes ouvimos histórias sobre intuições, pressentimentos, às vezes até mesmo premunições das mulheres? A conexão que temos com nossos filhos, a sintonia com amigos, um coração apertado, aparentemente sem motivo, mas que tão logo se entende a origem... Nas culturas mais antigas a mulher mais velha da família sempre tem a última palavra, em civilizações antigas eram as mulheres as responsáveis por dizerem quando, o que e quanto plantar.

Como nos perdemos disso? Por que se tornou tão fácil encontrar mulheres inseguras, tristes, sozinhas, sem conseguir escolher um caminho para a própria vida, entregando muitas vezes responsabilidades de sua vida para terceiros? Por que? Hoje você dizer a uma mulher – Ouça o seu coração – parece um absurdo, esotérico, religioso, as mulheres procuram soluções prontas para seus desafios diários e muitas vezes não as encontram, inseguras de si mesmas, ficam sem saber o que fazer, procuram incansavelmente fora delas respostas que nunca vem, e assim, a cada dia mais e mais mulheres entram no grupo de inseguras, depressivas, abusadas, violentadas. Pensar ou decidir com o coração virou sinônimo de fraqueza, excesso de emoção, decisões irracionais. Onde está o nosso poder? Onde nos empoderamos de nossas vidas?

O autoconhecimento é o único caminho, se conhecer, se olhar, se entender! E ai, mais uma vez, quando falamos de autoconhecimento caímos novamente em ideias formatadas:

- Autoconhecimento? Terapia? Psicanálise?

Não, não estou falando nisso. Você se conhece? Conhece seu corpo? Conhece como você funciona em cada época do mês, em cada época do seu ciclo? A fisiologia da mulher é cíclica, o ciclo menstrual, a cada semana estamos de uma maneira, podemos reagir diferente diante das situações, entrar em contato com essas informações já pode gerar uma imensa mudança.

A menstruação, que hoje em dia, muitas vezes é vista como um problema, é nossa solução, compreender como ela funciona, como é nosso sangue, qual informação ela te traz, sim, informações, muitas informações estão contidas no seu ciclo, na sua TPM, no seu sangue! Acredite! Muitos de nossos desafios se solucionariam se soubéssemos em qual fase do ciclo nós estamos, como nos sentimos e como reagimos nesta fase às situações da vida, como cada fase do nosso ciclo se relaciona com as fases da Lua.

No olhar da Medicina Chinesa o útero está no centro do nosso corpo, é por onde tudo começa, meridianos especiais que nos promovem grande energia e força nascem dentro do útero ainda no período embrionário, assim nos conectar a ele nos proporciona lucidez e empoderamento. Dessa forma, saber quando estou mais sensível, mais dinâmica, mais recolhida, mais firme, mais disposta, enfim, me conhecendo melhor, consigo entrar em contato com minhas intuições, minha força, facilitando a vida no dia-dia.

Faça o teste, mergulhe nesse autoconhecimento, faça um diário de emoções e sensações físicas, você vai se surpreender como você funciona por ciclos, como se fossem ondas, a cada semana uma informação, um sentimento, uma fase da lua...

Até a próxima

Flavia Macedo Parente

Categoria: Cultura e Tradições Chinesas, Medicina Tradicional Chinesa
Comentários (0)

Equilíbrio Emocional e a Fertilização in Vitro

Publicado por Flavia Macedo Parente em 03/05/2017 às 16h17

FIVQual o estado emocional de uma mulher que chega a um tratamento de reprodução assistida? Como andam suas emoções, ansiedades, medos? É possível fazer um retrato dessa mulher? Muitas mulheres já passaram no meu consultório nessa situação, muitas vezes quando chegam na acupuntura já passaram por várias clínicas de reprodução assistida e médicos especializados, alguns sentimentos e angustias são comuns entre elas.

Geralmente a busca de tratamento vem depois de algum tempo de infertilidade ou diagnósticos errados, sendo assim, quando se inicia um tratamento para engravidar a história anterior é longa, dessa forma a frustração, tristeza e ansiedade também.

São meses, anos, tendo pensamentos do tipo: todo mundo engravida menos eu.  A cada menstruação, uma nova frustração, a vida fica suspensa, não se faz planejamentos muito distantes, viagens: e se eu estiver grávida posso ir viajar? Compras para o bebê: e se nunca acontecer? Festas: e se eu organizar uma festa e estiver em repouso? E o sonho fica parecendo inatingível.

Dessa forma se inicia um tratamento de reprodução assistida, em um primeiro momento é preciso quebrar o paradigma: não ser capaz de gerar um filho naturalmente, o que para algumas pessoas é bem desafiante encarar essa realidade. Outra grande questão desse tratamento é a incerteza, muitos exames, alguns deles bem doloridos, bastante dinheiro envolvido, toda sua vida voltada para este processo. Na primeira tentativa imagina-se que tudo dará certo e que em alguns dias ela estará grávida, infelizmente, algumas vezes não é bem assim, é bem comum várias tentativas até se atingir o grande objetivo.

Costumo dizer aqui no consultório, que durante um tratamento de Fertilização in Vitro, aprende-se a comemorar cada etapa de um processo, quando se olha para cada passo, em caso de negativa a frustração se torna mais fácil de ser encarada e conseguimos seguir em frente, são muitas variantes: seu corpo vai responder satisfatoriamente aos medicamentos? Você conseguirá formar bons folículos? Os óvulos serão capturados? A fecundação vai acontecer? Os embriões vão evoluir satisfatoriamente? A transferência ocorre normalmente? Acontece o resultado positivo depois de alguns dias? O embrião continua se desenvolvendo depois das primeiras semanas?

Incertezas, incertezas e mais incertezas... e sua vida continua esperando, mulheres aprendem a ser fortes, a transmutar a dor em força para uma nova tentativa, estados emocionais alterados são comuns com este quadro, tristeza, ansiedade, frustração, irritabilidade, impaciência, choro fácil, fora os sintomas físicos que as medicações causam.

A acupuntura energética atua em vários momentos da FIV e de outros tratamentos da reprodução assistida, como já escrevi em outros posts aqui no blog, mas o trabalho no estado emocional é um “colo de mãe”, cada sentimento, cada angústia, cada medo é aliviado com agulhas, florais, massagens, exercícios, a acupuntura é uma grande parceira da mulher durante todo o processo, ouço sempre relatos emocionantes de mulheres que passaram pelo processo com este apoio.

Sim, a maioria das mulheres, em algum momento conquistam seu grande sonho de serem mães, mas este percurso pode ser bem mais leve se você utilizar toda a ajuda disponível, a meu ver a acupuntura energética, juntamente com o apoio médico comprometido e grupos de apoio são partes de uma equipe que pode mudar sua visão e experiência sobre todo o processo.

Procure um acupunturista especializado!

Até a próxima

Flavia

Categoria: Medicina Tradicional Chinesa
Comentários (0)

Como a Acupuntura Energética ajuda o Endométrio?

Publicado por Flavia Macedo Parente em 08/04/2017 às 15h16

endométrio dos sonhosUm fator muito importante para a fertilidade da mulher é a qualidade do seu endométrio, para que ocorra a nidação (fixação do embrião no útero), é necessário que o endométrio tenha uma espessura de pelo menos 7 mm e tenha uma aparência tri laminar, ou seja, que apresente 3 camadas. Algumas mulheres apresentam dificuldades em formar um bom endométrio, quando ela está inserida em alguns dos processos de TRA (Tecnologia da Reprodução Assistida) torna-se fácil a identificação desta desarmonia, a realização de exames de ultrassom em períodos específicos mostra o estado do endométrio.

Um dos efeitos mais brilhantes da acupuntura energética, dentro do auxílio à reprodução humana, é no estado do endométrio, através de pontos dentro dos meridianos, orientações de alimentação e exercícios energéticos conseguimos atuar diretamente no endométrio. Para conseguir atuar no útero de forma satisfatória através da acupuntura energética é necessário o conhecimento de como os órgãos e meridianos atuam no útero.

No elemento Madeira temos a energia do meridiano do Fígado, este atua na nutrição e movimentação do sangue no endométrio, gera uma menstruação regular e mantém harmônico o fluxo hormonal, entre outras coisas; a frustração e a raiva são emoções que interferem diretamente neste elemento, verduras e legumes verde-escuros harmonizam sua energia.

O elemento Fogo, sob a energia do meridiano do Coração que é o berço de nossa alegria de viver, indispensável na geração de uma criança saudável e na conexão da mãe com o bebê, atua de forma a orquestrar o sangue em nosso organismo, tem um meridiano especial que liga diretamente o coração e o útero.

O meridiano de Baço-Pâncreas, elemento Terra, na visão da Medicina Tradicional Chinesa ele gera sangue, tornando-se desta forma fundamental para a formação de um endométrio capaz de receber e ser berço para um embrião, a ansiedade, o cansaço, alimentação irregular são fatores prejudiciais ao seu funcionamento.

Os Rins, meridianos do elemento Água, onde armazenamos nossa energia vital, nossa história. É onde mora nossa fertilidade, os parâmetros de nosso desenvolvimento enquanto seres humanos, como crescemos, amadurecemos, nos reproduzimos e envelhecemos, é de nosso elemento Água que vem a centelha de vida para procriarmos.

Cada fase do ciclo menstrual necessita de informações diferentes para que consigamos deixar este endométrio receptivo, o trabalho da Acupuntura Energética como auxiliar à reprodução humana é minucioso. Se você quer engravidar procure um acupunturista especialista na área, ele pode te ajudar muito.

Até a próxima

Flavia

Categoria: Medicina Tradicional Chinesa
Comentários (0)

2017 - Ano do Galo de Fogo

Publicado por Flavia Macedo Parente em 28/01/2017 às 11h28

galo de fogoHoje 28 de janeiro de 2017, inicia-se um novo ano Chinês, ANO DO GALO DE FOGO,  o ano novo começa hoje e terminará em 15 de fevereiro de 2018. Sua contagem não acontece através do ciclo solar e sim a partir do ciclo lunar.

Galo será o signo dos que nascerem neste período, são suas características: pessoas que cumprem suas tarefas, geram um bravo combate ao defrontarem-se com adversidades, sempre ocupado, auto focado, é sensível e atencioso com os amigos, porém geralmente são os mais reservados do círculo social.

Será um ano repleto de coragem e honestidade, o fogo nos trás a ambição, o charme e a necessidade de reconhecimento, sendo assim 2017 será um ano aberto às novas ideias e oportunidades, cabe a nós aproveitá-las ou não, um bom ano para se dedicar a novos projetos e termos disciplina em sua realização.

2017 o Ano do Galo de Fogo nos promete, portanto, melhoras em nossas áreas profissionais e sociais, já que o galo é sempre um bom amigo. Abrace esta ideia, sinta a energia do Galo de Fogo e realize seus projetos, crie novos relacionamentos e oportunidades. A vibe é positiva!

 

Até a próxima!

Categoria: Cultura e Tradições Chinesas
Comentários (0)

FIV - Fertilização in Vitro, o apoio da Acupuntura Energética

Publicado por Flavia Macedo Parente em 03/11/2016 às 11h53

fiv acupunturaA acupuntura energética é, hoje em dia, reconhecida como um grande apoio aos tratamentos da gravidez assistida, com um efeito brilhante sobre a FIV (fertilização in vitro), que é o recurso dos mais delicados dentro dos tratamentos da infertilidade.

Dentro do acompanhamento do ciclo menstrual conseguimos harmonizar seu corpo deixando-o pronto para receber o embrião. O primeiro passo para o sucesso do procedimento da FIV é regularizar o ciclo menstrual caso este esteja irregular. Neste processo todo o corpo da mulher se regulariza, hormônios voltam às taxas esperadas, a menstruação torna-se harmoniosa.

O próximo passo é a fase da ovulação, a acupuntura energética atua na qualidade dos óvulos através do estímulo ao elemento água, responsável por nossa reprodução, por nossa capacidade de gerar, é um momento muito importante do processo.

Após a captação dos óvulos e a fecundação chega o momento da transferência do ou dos embriões para o útero, neste momento é imprescindível que o endométrio (camada interna do útero) esteja receptivo, para isso é necessário que esteja com uma espessura adequada, a acupuntura energética através da própria acupuntura, moxa e alimentação tem um trabalho magnífico sobre o endométrio.

Feita a transferência chega o momento da espera do resultado, após alguns dias da transferência do embrião deve ocorrer a nidação, processo de “colagem” do embrião no endométrio e após 10-12 dias se tem o resultado do processo, nesta parte do processo a acupuntura energética atua eliminando qualquer obstáculo que possa existir nos trajetos dos meridianos e equilibrando os hormônios.

O acompanhamento da Acupuntura Energética ao processo da FIV vai até o fim do primeiro trimestre, ajudando a manter a gravidez e nos sintomas do início da gravidez. Todo este processo gera um desgaste emocional muito grande, uma mulher quando chega à este tratamento não está começando um processo e sim já tem uma história, muitas vezes longa, envolvendo o desejo de ser mãe, a ansiedade, o medo de mais uma frustração, a expectativa com o resultado, por isso deste ângulo a acupuntura torna-se um apoio enorme pois acalma o coração, melhora os pensamentos, gerando esperança e a paz necessária para um processo tranquilo.

Procure um acupunturista especializado, é necessário o conhecimento de cada fase do processo para que a ajuda seja efetiva.

Até a próxima

Categoria: Medicina Tradicional Chinesa
Comentários (2)

Menopausa depois do Câncer de Mama? Como tratar?

Publicado por Flavia Macedo Parente em 01/07/2016 às 11h09

Os sintomas do climatério e da menopausa são imensamente conhecidos, os prejuízos para a vida social, os fogachos, o sono ruim, a irritabilidade, secura vaginal, secura nos olhos, queda de cabelo, aumento de peso principalmente na região abdominal, a dificuldade em eliminar peso, redução da libido, enfim, são muitos os sintomas ruins que esta fase da vida da mulher pode trazer, algumas mulheres têm muitos deles, outras somente alguns outras ainda passam por este período sem apresentar nenhum sintoma.

Atualmente temos muitos tratamentos, o mais comum é a mulher recorrer à reposição hormonal, que por um lado é um caminho fácil para a solução de sintomas tão ruins, mas por outro está associado a tantos outros problemas, o mais grave deles é a relação desta reposição com o câncer de mama na pós menopausa, muitos médicos já indicam tratamentos mais naturais por existirem indícios desta relação existir.

A maioria das mulheres que já tiveram câncer de mama, não podem fazer reposição hormonal, porque o risco de reincidiva aumenta muito, algumas vezes nem mesmo os hormônios naturais como os derivados da soja são permitidos, sendo assim as terapias ditas “alternativas” são os únicos instrumentos que a mulher pode contar para amenizar o que está sentindo.

A Acupuntura Energética é uma aliada muito importante neste momento, por atuar de forma holística, ou seja, não trata somente os sintomas, mas a mulher de forma integral, no diagnóstico da Medicina Chinesa entendemos a menopausa como uma síndrome extremamente complexa, sendo assim seu tratamento precisa ser em vários ângulos, verdadeiramente holístico, utilizando as bases da medicina chinesa a Acupuntura Energética atua na mente, no corpo e no espírito dessa mulher de forma a causar uma harmonização  que seu próprio corpo busque o equilíbrio.

É um tratamento desafiante, torna-se necessário a utilização da acupuntura, Jin Shin Jyutsu, Florais de Bach, meditações, exercícios energéticos, alimentação adequada, enfim, é necessária atuação em vários âmbitos da vida dessa mulher tão necessitada de ajuda. O início do tratamento muitas vezes é mais frequente e com o alívio dos sintomas as sessões vão se espaçando.

Infelizmente é muito comum é encontrarmos mulheres nesta situação sem uma orientação adequada, muitos médicos ginecologistas não conhecem a acupuntura e seus benefícios na menopausa e assim não dão o direcionamento adequado. Procure um acupunturista especializado.

Até mais

Flavia

Categoria: Medicina Tradicional Chinesa, Técnicas auxiliares
Comentários (0)

A acupuntura como caminho para dentro! – Equilíbrio Emocional

Publicado por Flavia Macedo Parente em 15/06/2016 às 11h49

Só existe um caminho verdadeiro para o equilíbrio emocional: o caminho para dentro! Só buscando nossas verdades, nossos medos, nossas forças que podemos realmente superar obstáculos, alcançar objetivos, transformar hábitos nocivos à nossa felicidade, o que vai mudar de uma pessoa para outra é qual instrumento usar para este caminho ou viagem para dentro, existem muitos: vários tipos de terapias psicológicas, meditações, religiões, exercícios físicos, física quântica, Jin Shin Jyutsu, metafísica, artes marciais, acupuntura, algumas vezes precisamos de várias técnicas juntas, a medicina chinesa é uma aliada importantíssima nesse caminho.

Na Medicina Chinesa utilizamos o termo Shen para indicar os aspectos mental, emocional e espiritual do ser humano, o estado do Shen é fundamental para o bom funcionamento do nosso organismo, das nossas relações interpessoais, nossas tomadas de decisões, enfim, a forma como levamos a vida. Sendo assim, o que nós ocidentais chamamos de equilíbrio emocional, a Medicina Chinesa entende como Shen, o equilíbrio emocional e todas as suas consequências em nossa vida.

O aspecto emocional em si, inclui todas as emoções dos cinco elementos: alegria, pensamento, compaixão, preservação, reatividade, cada uma dessas emoções pode ser encontrada de forma exacerbada ou deficiente. A alegria que entendemos como alegria de viver, dentro do elemento Fogo, pode ser uma euforia ou ausência de viço de vida, no elemento Metal temos a compaixão onde facilmente encontramos a tristeza como emoção mais comum, a preservação é a emoção ou estado do elemento Água, seu excesso seria o medo e sua deficiência a falta de prudência e cuidado, já a reatividade emoção ligada ao elemento Madeira tem seu excesso representado pela raiva e frustração e sua falta na inércia e inatividade. Os caminhos da acupuntura entre os cinco elementos conseguem equilibrar tais emoções, uma apoiando e impulsionando a outra, quando nos falta em um determinado elemento é excesso em outro, os pontos de acupuntura são utilizados para realizar tal equilíbrio.

O aspecto mental reflete-se na atividade mental normal que consiste em consciência clara, memória e pensamentos bons e um sono saudável, o bom funcionamento deste aspecto depende do estado do coração (órgão energético), ou seja, se temos um coração forte temos uma mente enraizada e feliz, que significa ter pensamentos claros e rápidos, boas ideias, bons pensamentos e um sono tranquilo e reparador, este estado porém depende da união de dois fatores, o estado do coração e a qualidade do sangue, esta qualidade do sangue refere-se claramente à qualidade da sua alimentação mas também a capacidade de absorção e boa distribuição dos nutrientes. A capacidade que a acupuntura tem na liberação do stress, circulação energética, melhora do estado geral do organismo melhora consequentemente o estado do coração, sendo assim o aspecto mental.

O aspecto espiritual do Shen é representado principalmente pela alma Etérea e a alma Corpórea, a alma etérea é a que, teoricamente, após a morte sobrevive ao corpo para fluir de volta ao mudo de energias sutis, em vida influencia a capacidade de planejamento e sentido de direção da vida, a falta de rumo e a confusão mental poderiam ser comparadas à alma que vaga sozinha no espaço e no tempo, é no elemento madeira que se enraíza a alma etérea. A alma Corpórea é a parte mais física e material da alma do ser humano, está muito relacionada a sua energia vital e relaciona-se aos sentimentos e sensações, está vinculada a respiração e é afetada pela tristeza e o lamento, é através do elemento Metal que a acupuntura consegue atuar na alma corpórea auxiliando no seu enraizamento e consequente firmeza de nossas sensações.

No relato de pessoas que passaram a receber sessões de acupuntura regularmente é comum a percepção da mudança em vários aspectos de suas vidas, quando seu corpo funciona de forma equilibrada, seu olhar sobre a vida é mais equilibrado e assim consequentemente tudo fica mais fácil de ser administrado, o trabalho interno, ou o caminho para dentro como disse no início do texto não impede que passemos por situações difíceis ou que sentimos tais passagens, mas muda e muito a forma como as administramos.

Procure seu caminho, a acupuntura pode ser um deles!

 

Até mais

Flavia

Categoria: Medicina Tradicional Chinesa
Comentários (1)

Infertilidade Masculina

Publicado em 06/05/2016 às 15h19

infertilidade masculina

Muito se ouve falar sobre a infertilidade feminina, porém muito pouco sobre a infertilidade masculina, isso também ocorre em nossas relações, quando um casal tem dificuldades para engravidar primeiramente se desconfia da infertilidade feminina, muitas vezes demorando meses até a realização de um exame básico para verificação da fertilidade masculina que é o espermograma.

As causas ocidentais para a infertilidade masculina são: a varicocele – alterações que comprometem a formação do espermatozoide, o tratamento muitas vezes é fácil e barato; infecções – secundárias a doenças sexualmente transmissíveis; obstruções – secundárias a processos inflamatórios ou infecciosos ou vasectomia; ausência de testículo; imunológicas e genéticas que são bem mais raras e ainda as consequências de radioterapia, quimioterapia, doenças neurológicas, diabetes, medicamentos, stress, perturbações no processo de ejaculação.

No olhar da Medicina Tradicional Chinesa as desarmonias que envolvem a infertilidade masculina podem envolver quatro elementos Água, Fogo, Terra e Madeira, o elemento Água é o responsável pela formação das células de reprodução, portanto de sua desarmonia saem as alterações de quantidade ou qualidade dos espermatozoides; quando a infertilidade masculina é originada no elemento Fogo trata-se principalmente da ansiedade, desarmonias emocionais que geram alterações de ejaculação ou alteração do elemento Fogo tamanha, que é capaz de gerar alteração no elemento Água alterando suas células; já no elemento Terra que é responsável pelo harmonização do ambiente tecidual onde tudo acontece, gera um ambiente desarmônico capaz de atrapalhar o processo da reprodução humana, mesmo quando tudo, aparentemente parece estar bem, e finalmente o elemento Madeira que além de ter uma de suas funções relacionada ao ato sexual seus meridianos passam exatamente pelos órgãos genitais.

Através da Acupuntura Energética podemos harmonizar a comunicação entre os elementos e harmonizar e redirecionar a energia dentro de cada um dos elementos, sendo assim, conseguimos melhorar muito todo o processo relacionado à reprodução, é extremamente comum tratamentos que não estavam caminhando bem e quando foi associada a acupuntura o sucesso chega, neste caso a gravidez.

Cada uma das desarmonias exige um caminho diferente, são muitas as técnicas que a Acupuntura Energética utiliza como instrumento para obter o resultado desejado, acupuntura em si, Florais de Bach, Jin Shin Jyutsu, magnetoterapia, fitoterapia e outras ainda, somente uma avaliação bem direcionada pode desenhar um tratamento.

Outra face do tratamento de reprodução humana, acompanhada pela acupuntura, que vejo muitas vezes, é quando a mulher apresenta alguma alteração e o marido é limítrofe (está no limite de qualidade e quantidade de espermatozoides), ou não se encontra nada em nenhum dos dois, o mais comum é a mulher procurar um tratamento, porém em minha experiência vejo a rapidez do sucesso quando o casal trata-se ao mesmo tempo, mesmo quando fisicamente o homem não apresenta alteração. Mesmo sem alteração, a energia dele é essencial para o sucesso do projeto da gravidez, algumas vezes o equilíbrio dele auxilia a reabilitação da energia dela.

O que se tem absoluta certeza é o quanto a acupuntura é valiosa no processo de reprodução, procure um acupunturista especializado.

 

Abraço

Comentários (1)

Depressão Pós-parto - Um olhar da Medicina Chinesa

Publicado por Flavia Macedo Parente em 31/03/2016 às 14h22

A depressão pós-parto, como muitos outros assuntos que envolvem a gestação, é repleta de controvérsias, as causas são muito variadas e diferem também entre as medicinas ocidentais e orientais.

Logo após o parto a mulher experimenta uma “depressão”, as alterações são muitas, a mulher fica mais sensível, mais chorosa, menos perceptiva aos assuntos ao redor e ao mesmo tempo extremamente alerta para tudo que envolve o bebê, a cada dia que se afasta do parto tais sintomas tendem a desaparecer e suas emoções vão ficando a cada dia mais equilibradas, na visão da Medicina Tradicional Chinesa tal situação é necessária para que a mãe possa cuidar de seu bebê, compreender o que ele necessita, e se recuperar tanto do desgaste da gestação quanto do parto.

Principalmente no primeiro filho, o primeiro mês do pós-parto é cercado de incertezas e inseguranças, mesmo quando a marinheira não é de primeira viagem sempre será um novo integrante à família que irá requerer adaptações e novidades em sua vida e na vida de todos na casa, portanto é extremamente comum e esperado sintomas como choro, irritação, insegurança, porém eis aqui um dos principais pontos que podem desencadear a real depressão pós-parto, a não aceitação deste momento, é comum encontrarmos mulheres que pensam que somente elas não sabem lidar com tais situações, somente elas possuem sentimentos ambíguos, e assim a auto crítica faz com que tais sintomas perpetuem e se agravem consideravelmente. Quando tudo que se tem a fazer é se acalmar e esperar que a cada dia os sintomas melhoram e tudo aos poucos vai ficando muito bem.

Para que a depressão pós-parto realmente se instale existem alguns fatores de risco, tais como falta de apoio da família ou do companheiro, história de depressão anterior ou durante a gravidez, transtorno bipolar, entre outros. E os níveis de tal depressão também variam muito desde muito choro até a psicose pós-parto, que pode chegar ao extremo de gerar risco ao bebê. Sendo assim o tratamento correto e rápido da depressão pós-parto é imprescindível, os médicos que podem ajudar no diagnóstico são o seu próprio obstetra, um endocrinologista ou um psiquiatra.

A acupuntura energética ajuda muito nos casos de depressão pós-parto, muito importante nos casos onde a depressão ainda não se instalou, como prevenção para que o caso não se agrave, mas também muito valiosa como tratamento dentro de uma equipe para ajudar a mãe a retornar ao estado de equilíbrio tão esperado para ela e o bebê.

A Medicina Chinesa entende a mente como um órgão que se envolve e se comunica com todos os outros, daí a importância de um estímulo sadio, os pontos da acupuntura trabalham na busca do equilíbrio, na serenidade da mente, tudo que uma mulher precisa em um momento tão delicado e único de sua vida é de serenidade para aceitar e vivenciar o que for necessário para se tornar uma boa mãe. Quando os caminhos do seu corpo e de sua mente fluem naturalmente e em equilíbrio sua vida funciona melhor, a acupuntura energética faz este trabalha, organiza e equilibra os caminhos do seu corpo.

Comentários (1)

show normalcase tsN left fwR|show tsN left fwR|left fwR show|bsd b01|||news c10 fwB fsN|normalcase uppercase fwB c10|b01 c05 bsd|login news normalcase uppercase fwB c10|tsN normalcase uppercase c10 fwB|normalcase uppercase c10|content-inner||